quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Shiuuuu.14.11




Apaixonei-me por ti... pela tua cultura, gostos pessoais e convicções... pelo som do teu sorriso e as tuas piadas maliciosas.
Apaixonei-me... e magoou-me quando disseste que não sentias o mesmo. Sei que não passou de manipulação: tu sabias o que eu estava a sentir e o teu ego fez-te continuar este jogo até ao dia em que tivesses de me destroçar.

Agora só quero roubar um bocado da tua alma, roubar a forma como vês a vida...
Não serás mais único… e eu não serei como tu, serei eu mesma, mas no final levarei mais de ti do que tu alguma vez levarás de mim e essa será a minha vingança!

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Shiuuuu.13.11


segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Shiuuuu.12.10


quarta-feira, 15 de junho de 2016

Shiuuuu.15.11




Odeio-te! Odeio-te por teres feito com que eu tivesse que tomar a decisão mais difícil da minha vida. Traíres-me e agredires-me nem sequer se compara ao facto de pores na minhas mãos a decisão de tirar a vida a um ser inocente! Um ser sem culpa do pai ser uma pessoa monstruosa, desprezível, desequilibrada e a mãe uma idiota que se deixou levar nas suas conversas! 

Sei que foi melhor assim, que raio de vida poderia eu dar ao meu pobre feijão, solteira, sozinha, sem casa, sem condições...? Matar-me-ia a trabalhar para que nunca lhe faltasse nada, mas e amor? Quando lhe daria amor? Entre tanto trabalho para que nunca lhe faltasse nada, faltar-me-ia o tempo para lhe dar educação, afeto, valores e princípios...

Odeio-te...! Estaria prestes a completar 9 meses, sabes?! No silêncio da madrugada deito uma lágrima por não estar a segurar o meu barrigão de 9 meses... Odeio-te....! Sei que foi melhor assim, mas odeio-te... Odeio-te por teres usado a tua capa comigo e me teres metido nos teus joguinhos, odeio-te por não teres princípios nenhuns e fazeres com que eu nem sequer pudesse ponderar em deixar que fosses o pai do meu feijão... 

Odeio-te por o aniversário da minha melhor amiga estar marcado pelo sangue do meu feijão... por sempre que pensar em ter filhos achar que não vou ser capaz por me sentir culpada pelo que fiz... Odeio-te por fazeres com que assim que conheço alguém não consiga confiar... Odeio-te porque sempre que entro em intimidade com alguém não consiga desfrutar do momento pelo enorme pânico que sinto que volte a acontecer.... e odeio-me a mim por ter um sentimento tão ruim dentro de mim... 

Sabes, no fundo sou apenas uma pedra da calçada que ficou deformada com tanto pontapé que levou... Sou cheia de sentimentos e ter um sentimento destes dentro de mim, corrói-me todos os dias mais um pouco...

terça-feira, 14 de junho de 2016

Shiuuuu.14.11




Tens um poder em mim inexplicável.
Desde a primeira vez em que te vi, controlaste a minha mente e o meu corpo de uma maneira tão forte! Decidi odiar-te, odiei-te por ciúme e porque era mais fácil de controlar e aceitar tudo o que sentia quando estava perto de ti. Mas eu já me conheço e sabia que aquele ódio podia transformar-se em amor... Foi o que aconteceu.

No dia em que te escrevi aquele bilhete tremia por todo o lado e só tive coragem de o fazer graças ao álcool que bebera na noite anterior e ainda me percorria no sangue. Queria despedir-me de ti de uma maneira diferente, inesquecível. Foi com essa suposta despedida que o meu ódio por ti começou a desaparecer, mas o meu ciúme ainda estava lá, ciúme de não seres meu, só meu.

Nunca pensei que um homem como tu poderia interessar-se por uma rapariga como eu. Sei que é um grande cliché. Tu, um homem feito cheio de objectivos, ideias fixas, bonito até dizer chega, desejado por tantas outras....tu, nutrires algum sentimento por mim, uma rapariga cheia de sonhos, com alma de criança, desajeitada, que mal se sabe maquilhar e que rói as unhas dos pés! Contudo, aconteceu, gostaste de mim e eu gosto de ti. Na verdade acho que te amo.

Tive a certeza disso desde a primeira vez que senti os teus lábios, o teu cheiro, a tua pele, os teus braços...como eu adoro as veias dos braços..adorava adormecer nos teus braços.
A maneira como me controlavas fazia-me tremer, não de medo mas de desejo. Desejo que só senti uma vez na vida na vida e foi por ti. Ai como eu adorava quando as tuas mãos passeavam o meu corpo...

Entreguei-me a ti como nunca o fizera a ninguém e fui respeitada como nunca ninguém me respeitou. Era amor. Sabia que tinha o melhor que podia desejar para mim, mas mesmo assim não chegou. Amar só não chega.

" És uma princesa...um bocado desajeitada mas és uma princesa"
Quando ouvi estas palavras da tua boca já não me restavam dúvidas do que éramos e do que sentíamos um pelo outro. Foi amor.
Tenho tantas saudades tuas, de nós.

Perdi-te por um erro tão estúpido que me consome de uma maneira tão grande e me faz desejar-te uma última vez..só mais uma vez.
Espero que saibas que és a pessoa que me conhece melhor...em todos os sentidos...o teu poder em mim...

Por fim, espero que sejas feliz, muito feliz. Espero que cuides e que cuidem de ti. Espero que saibas que foste e continuas a ser o melhor que me aconteceu na vida, foste o meu maior e melhor segredo, e que à noite ainda te desejo. Enquanto te amar vou continuar a ser tua, só tua, mais ninguém me terá. Mesmo que tu já não me queiras. É o amor. 
Nunca me vou perdoar por te ter perdido.
Sabes que ainda não me perdeste...
Amo-te.

Para sempre tua.

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Shiuuuu.13.11


quarta-feira, 27 de abril de 2016

Shiuuuu.27.11




Nuno,
Foste frio , cruel e acima de tudo um ser completamente insensível...
Doeu tanto, mas tanto ler o que me escreveste.
Não deves ter noção do que escreveste.
Não quero acreditar que tenhas.
Doí.. saber que para ti fui aquilo...
Doí saber que não consegues sair dessa barreira e deixar as nuvens.
Foste alguém especial, não imaginas o quanto
Também nunca te disse:
Venerei-te...
Tiveste-me...
E no fim senti-me apenas uma corpo...
Coisas que foram ditas que continuam a martelar na minha cabeça...
Coisas que vi que não me saem da cabeça...
Peço desculpa por algo que tenha dito menos bom...
Serás sempre o meu segredo que ficará guardado e que ninguém, mas ninguém saberá....
Sei que não gostas da palavra saudade, sei o que ela significa para ti...
Mas sim tive-as tenho-as e engoli-as sempre.
Conheceste um lado de mim que poucas pessoas conhecem ...
E acho que isso te assustou...
E não entendo o teu fugir..
Um dia disseste-me que quando é assim foges covardemente, foi isso não foi?
Tu não és assim...
Não foste capaz nem por um segundo de pedires desculpa e admitir o que disseste...
Não foste...
Doí  nem haver um pedido de desculpa...
Doí o não ligares para falarmos... (falar é diferente de escrito)
Sinto e sei que vais permanecer cá dentro que ficaras sempre cá .
Ficarei triste e preocupada quando pressentir ou souber que não estás bem ...
Fui feliz quando nos rimos, nas nossas brincadeiras, nas nossas conversas, nas nossas partilhas, nos nossos momentos tão nossos e só nossos.
Cuida-te, por favor. Cuida de ti.
Gosto de ti como sinto, como os meus dedos escrevem como a minha pele sente e como as lágrimas que correm sentem.
Gosto de ti ... (talvez este sentir e gostar seja de uma louca, mas se for considero-me louca e não me importo de o ser, talvez este seja o meu segredo)
E como já te disse uma vez...
Gosto do gosto de gostar de ti...
Gosto do que sinto por ti...
Do que despertas em mim...
Do sorriso que me provocas ...
Sinto-te...
Beijo-te.

terça-feira, 26 de abril de 2016

Shiuuuu.26.11






É com lágrimas nos olhos que te escrevo isto…. Não sei bem se com intenção de te entregar isto ou não…. Provavelmente nessa altura já nem sequer nos falamos, já devo estar noutro sítio qualquer ou com outra pessoa qualquer.
Sei que hoje é o dia em que sei que te perdi… que já não há nada a fazer… que ela te encurralou de uma maneira que nem eu tenho coragem para fazer mais nada. Sou muito nova, mas há pessoas tão más no mundo que só pensam nelas próprias, que põem a sua felicidade ou o seu querer acima de outra coisa qualquer... Não pensam, exigem sinceridade mas não a aceitam, não vivem com ela, não querem ver nem vivê-la.
Colocam centenas de coisas nas redes sociais... que são fortes sozinhas, apelam a uma quantidade de valores, uma centena de rezas e lenga-lengas, mas não as praticam.
Eu não sou assim, não fui criada assim! Não quero obrigar nada nem ninguém. Não fui habituada a achar que era tudo meu ou que o mundo me devia alguma coisa. Fui ensinada a respeitar, independentemente de concordar ou não. 

Nunca quis pôr-te em lugar algum ou situação alguma.
Acho que podias ter acabado com isto mais cedo, se não fosses tão manejável ou se gostasses de mim mais um bocado. Tinhas decidido uma quantidade de coisas, tinhas organizado tudo de maneira real, leal. Ela não te punha onde te pôs agora.. sim ela.
Nunca vi ninguém assim que conseguisse dar a volta, que a sua forma de vitimização fosse tão boa e tão má no seu egoísmo.. e que ainda se gabasse disso.
E não nunca pensei que fosses tão manipulável que não visses isso, que te deixasses  ir… Que te entregasses assim a alguém que não vê nada além do seu próprio umbigo.
Que o nosso amor afinal não fosse amor.

Hoje é o dia que te perdi para alguém que consegue destruir tudo à tua volta, porque não aceita um não, para alguém que se faz de forte, para alguém que te difama na praça pública. 

Hoje é só o dia em que te perdi...